Char [Guiler Spark]

Ir em baixo

Char [Guiler Spark]

Mensagem por Guilerspark em Sab Jan 03, 2015 1:34 am

=================
HISTÓRIA
=================
       
.         Muito tempo atrás, a humanidade – maior e mais gloriosa criação do altíssimo – vivia em paz em seu Plano Terreno. Fadas, Lobisomens, Elfos, Orcs....e tudo que hoje conhecemos como mitos ou lendas,  habitavam um plano abaixo deste, governado diretamente por entidades a mando de Deus...os Anjos, que não permitia que nenhum dos seres subissem ao Plano Terreno para que não interferissem com a criação do Pai.
       
.         Dentre os seres, os elfos com sua inteligência, beleza, organização e habilidades se destacavam entre os demais. Sua sociedade superava as outras abissalmente em quantidade e era extremamente organizada, tomando suas decisões a partir de 5 familias (Spark, Heaven, Dust, Tear e Blaze) que estavam hierarquicamente acima das outras, porém mesmo entre elas havia uma com um poder ainda maior, a Spark, sendo capaz de desempatar as decisões tomadas.
       
.         Cada uma das famílias tinha seus próprios ideais e também seus próprios talentos e/ou poderes únicos. A Heaven com sua grande magia aérea capaz de deixar os elfos como se estivessem com as asas de seus governantes, a Dust com magia proveniente da Terra capaz de domar mesmo a mais selvagem das feras, a Tear que manejavam sabres com uma perfeição assombrosa, a Blaze com uma imponência tremenda ao usarem encantamentos de fogo em armaduras e em arcos que eram tão grandes quanto seus usuários e a Spark com o maior conhecimento dentre elas e altamente treinados na furtividade e em armas exóticas nunca antes vistas por outros elfos.
       
.         Tudo estava em harmonia quando um dos principais arcanjos de Deus, Lúcifer, rebelou-se com sua tropa contra o Criador, mas rapidamente foram suprimidos pelos fiéis filhos do altíssimo e perderam seu lugar no Plano Angelical, sendo expugardos para o Inferno criando os seres que os humanos hoje conhecem como Demônios. Com seu orgulho ferido e destinado a se vingar daqueles que outrora chamou de irmãos, Lúcifer foi ao plano dos seres místicos para recrutá-los, usando de sua lábia rapidamente fez com que milhares se juntassem sob seu comando, destinados a fazer tudo por ele, completamente iludidos. Passaram-se anos com Lúcifer aumentando seus seguidores e quando chegaram a um numero tão grande quanto o dos próprios anjos, ele atacou o Plano Angelical com toda a sua força gerando a Primeira Grande Guerra.
       
.         Apesar do grande numero de seres que seguiram o arcanjo imerso nas trevas, muitos não caíram em sua lábia, dentre eles, os elfos. Mas para Lúcifer aqueles que não eram seus aliados, eram potencialmente inimigos, por isso os que não se iludiram com as palavras dele, foram atacados, o que exterminou completamente algumas raças e fez com que outras entrassem em extinção. Graças as suas habilidades de batalha, os elfos resistiram ao ataque, mas não saíram ilesos e perderam bastantes companheiros. Nervosos por isso as 5 grandes famílias decidiram ir a Guerra para buscar a vingança dos mortos, e se aliaram aos seus governantes. Os anjos então alem de orientar, ensinaram aos elfos muitas de suas habilidades. Entretanto, mesmo com a ajuda dos elfos, números exorbitantes foram perdidos de ambos os lados. Temendo que o rebelde Lúcifer agisse contra a criação de seu Pai para lhe provocar, os Anjos permitiram aos elfos – seus fieis seguidores – que fossem ao plano humano, para proteger aqueles que o Criador tanto amava.
       
.         Na Terra (Plano Humano) os Elfos procuraram refugio em uma grande floresta. Lá lançaram uma das muitas habilidades aprendidas com os anjos, uma barreira capaz de fazer com que a área dentro dela existisse em plano paralelo, a floresta sendo “levada” deixou para trás um grande deserto que os humanos apelidaram de Saara.
       
.         Após décadas de batalhas finalmente a guerra chegou ao seu fim, com a morte do mais poderoso arcanjo, Miguel. Lúcifer se deu por satisfeito e retornou ao inferno por hora e os poucos anjos que restaram procuraram abrigo na Terra.
       
.         Enquanto isso os Elfos viveram isoladamente por muitos e muitos anos. Por ordem de John Spark – que era o líder na época – muitos saíam em direções diferentes sempre protegendo os humanos nas sombras e também procurando meios que pudessem vir a auxiliar em futuras batalhas. Apesar dos objetivos diferentes todos deviam voltar a casa brevemente a cada 100 anos para deixar tudo que conseguiam, fisicamente e mentalmente.
       
.         Através dos anos, alguns humanos passavam pelo Saara e só sobreviviam graças ao auxilio dos elfos que ao os verem quase mortos, tinham clemência. O preço era apenas “Conhecimento” e caso o humano tivesse algum a oferecer era lhe permitido recuperar suas forças no local. Todo o conhecimento era destinado apenas ao Líder que poderia ou não compartilhar com os demais, John apenas passava o que ouvia a sua família. Após muito tempo, John Spark faleceu pela extrema idade (Os elfos após atingirem seu ápice permaneciam neste até chegar a hora da morte onde se tornavam pó aos poucos...a morte durava cerca de 72 horas) Guiler Spark, seu filho primogênito tomou a liderança. Guiler era um líder novo, apesar de muito sábio, devido a todo conhecimento que seu pai lhe passara no leito de morte. Ele se empenhava ao máximo para que sua raça não fosse prejudicada pelo novo habitat e se preparava para que no futuro não ocorresse outra tragédia como à que aconteceu com o ataque de Lúcifer. Seguiu o caminho do seu pai e continuou com as tradições sempre afinando cada vez as suas habilidades e conhecimento.
       
.         Após muito tempo de reinado, os servos de Guiler notaram um ser de tremenda escuridão, andando próximo ao esconderijo élfico. Seguindo a regra da troca equivalente, esperaram para ver se o homem poderia oferecer algo em troca de sua estadia no local. Mas algo chamou muito a atenção do próprio Guiler, o ser causava ondulações na barreira ao aproximar-se dela, como se ele fosse, ao mesmo tempo, alguém maligno, e alguém bom.
       
.         A entidade tinha cabelos negros caídos nos olhos, pele acinzentada, manchas negras nos braços e região ocular e olhos de um vermelho profundo e vívido, apresentava expressão de desolação e irritação, era Apocabulo, que foi por muito tempo o maior servo de Abigor, que era braço direito de Lúcifer desde o principio e que após a rebelião formou sua própria tropa, para auxiliar seu comandante. Apocabulo foi criado para servi-lo cegamente, mas, um recente contato e perca o fizeram oscilar em sua obediência e, em busca de refugio e de poder clarear seus pensamentos, ele fugiu e vagava pela terra, em busca de paz.
       
.         Ao final da travessia, Apocabulo finalmente cedeu e desmaiou devido à barreira protetora. Curioso com a reação da barreira, e com quais conhecimentos aquele ser exótico poderia passar, Guiler decidiu acolhe-lo e esperou – preparado para uma possível batalha – que aquela entidade acordasse. Apocabulo despertou, e sentia-se diferente do habitual, era como se a barreira tivesse afetado todo o seu lado maligno que fora imposto por Abigor em sua criação. Ele estava livre, mais leve e estaria feliz, se não estivesse sofrendo pela morte de Teresa, único ser que ele havia amado, e que fora morta pelo seu mestre. Apesar disso, Apocabulo tinha uma expressão menos apática que a que Guiler havia visto anteriormente, e no lugar da irritação, apresentava uma sutil tristeza em seu olhar.
       
.         Spark então observou Apocabulo por cerca de 1h, em que este permaneceu quieto e pensativo, sem apresentar nenhuma hostilidade e aceitando qualquer que fosse o destino dele naquele local. Com isso, o elfo decidiu revelar-se e disse que, se Apocabulo quisesse permanecer ali, teria de passar um conhecimento, falou sobre a paz e a harmonia do seu reino,e que caso ele os estragasse,seria devidamente neutralizado e punido pelas famílias. Apocabulo pareceu processar lentamente tudo que Guiler lhe falara, ate que disse:
       
.         – Existe apenas um conhecimento que possuo, posso ensinar-lhe o nome da escuridão, e fazer com que ela atenda a suas vontades.
       
.         As palavras de Apocabulo intrigaram Guiler, que aceitou a troca, mesmo sem entender muito bem que conhecimento era aquele. Nos dias seguintes, Apocabulo demonstrou ao elfo as suas capacidades de criação e manipulação de trevas e tentou passar este conhecimento para ele, assim como lembrava te-lo recebido de Abigor. Entretanto, Apocabulo não tinha a capacidade de transferir poderes como seu mestre tinha, e por isso, mesmo com o árduo esforço e treinamento de Guiler, ele não conseguia nenhum resultado. Mas, Apocabulo sentia-se em divida com o elfo pelos tempos de paz que obteve dentro do reino, pois com a influência de Abigor reprimida, ele pode, finalmente ser “ele mesmo”, mesmo se sentindo desconfortável ao notar-se estar cada dia mais parecido com Kurt.
       
.         Apocabulo começou a sorrir, fazia algumas brincadeiras e não odiava absolutamente nenhuma das pessoas naquele local, mesmo as que eram inconvenientes para ele. Quase que sem querer, o demônio acabou contando historias de Kurt e de seus confrontos, de como foi usado por Abigor e o quanto este queria te-los sobre seu controle. Mas, Apocabulo sentia-se mal por não poder ser útil aos seres que lhe concederam sentimentos tão bons e ate então desconhecidos por ele, principalmente pelo fato de que Guiler não desistia de conseguir domar as trevas, mesmo não apresentando avanços.
       
.         Após um ano de estadia, Apocabulo havia pensado em um modo extremamente arriscado e radical do elfo conseguir certo poder sobre as trevas. Porém, antes que pudesse encontrar-se com Guiler, sentiu uma enorme dor de cabeça e então um turbilhão de pensamentos malignos invadiram a sua cabeça, vozes lhe diziam para matar todos ali e o convencia que os odiava, e deveriam ser atravessados e estraçalhados por suas trevas. A influência de Abigor, ate então selada pela barreira, havia sido liberta, e a mente de Apocabulo estava em colapso. Enquanto isso, Guiler sentia um frio na espinha amedrontador, a barreira mágica, que lhes foi ensinada por um dos arcanjos primogênitos, criados pessoalmente pelo próprio divinissimo, havia sido desfeita, e Abigor, juntamente com uma imensa tropa de demônios tocaram e derramaram sangue em toda a floresta.
       
.         Apesar das grandes habilidades elficas, Abigor parecia ser invencível e causava mais mortes do que todo o resto da tropa. O demônio avançava muito a frente de seus companheiros, e estes faziam o que bem entendiam com os que sobreviviam a passagem de seu comandante, geralmente já muito feridos para reagirem, os elfos machos eram desmembrados e decapitados, enquanto as elfas eram estupradas e mortas, não necessariamente nesta ordem. Mesmo sendo estrategicamente errado e notoriamente impossível que ele derrotasse Abigor, Guiler Spark não conseguiu conter-se perante a tamanha profanação! Seu sangue ferveu, e quando deu por si, estava cara a cara com o temível demônio de cabelos prateados.
       
.         Abigor tinha a aparência de um homem velho, porém, possuía um corpo absolutamente definido, longos cabelos espetados, e uma barba de fios lisos também prateados, trajava um kimono negro com a parte de cima aberta, tinha uma expressão de diversão no rosto, e destroçou todos os Elfos com as mãos nuas. Guiler trajando sua roupa de batalha totalmente imersa sobre uma capa negra segurou duas de suas adagas e colocou-se em guarda, preparava-se para lançar-se a morte quando viu subir um imenso paredão negro que o separou de Abigor. Apocabulo então surgiu no meio das trevas, tinha uma expressão assustadora e tentava a todo custo controlar-se. O demônio aproximou-se de Guiler e disse:
       
.         – Este reino... Foi aqui onde eu realmente me senti vivo após tantos anos. Quase toda a felicidade em minha existência se deve a este lugar, e, principalmente a você, eu não resistirei muito tempo ao controle do meu mestre, e pretendo lutar com ele aqui e agora ate que chegue o meu fim. Porém, eu preciso paga o meu debito contigo.
       
.         Apocabulo então rasgou parte de sua alma, e a fundiu com a do Elfo.
       
.         – Não posso te passar muito, pois tenho de ter certeza de que poderei manter o controle, mas quero que minha parte feliz, continue a viver dentro de você mesmo comigo caindo em profanação ou sendo destruído hoje. Viva com a única parte em mim que ainda é pura!
       
.       Guiler então começou a afundar na sombra da enorme parede, e quando deu por si, estava imerso nela. Por ter parte do espírito de Apocabulo, ele conseguiu entrar na “varanda” da dimensão do seu tutor. Guiler foi involuntariamente engolido pela sombra e incapaz de sair – pois Apocabulo estava impedido a sua passagem – ele apenas via e ouvia seu mestre sendo destroçado, porém, continuar lutando, por muito, muito tempo contra o mal feitor. Após algumas horas, Abigor começou a acertar Apocabulo em velocidade superior a sua regeneração, e o finalizou com um golpe que Guiler não entendeu, porém, viu seu mestre cair inconsciente.
       
.         Como ainda era incapaz de sair do lugar onde se encontrava, assumiu que o poder de Apocabulo ainda estava ativo, confirmando assim a sua vida. Visivelmente satisfeito, Abigor segurou Apocabulo e junto a sua tropa retirou-se, deixando somente o caos e a destruição, elfos mortos e com seus corpos revirados em um emaranhado de sangue, ossos expostos, cabeças decepadas e marcas de sofrimento. Após algumas horas, Guiler viu-se livre para sair e entrar na dimensão sempre que não estivesse sendo observado. Devido a ser apenas uma pequena parcela, da alma de Apocabulo e, portanto somente uma fração de seu poder, Guiler não conseguia nenhum controle se não esse de adentrar nas sombras.
       
.         Com seu lar totalmente destruído e acreditando ser o único que sobreviveu ao ataque, Guiler perambulou pelo mundo humano procurando um meio de se encontrar com aquele que destruiu tudo o que conhecia. Trajando a sua roupa de batalha que era a ultima lembrança de sua família o elfo não admitia que ninguém fizesse um comentário maldoso sobre ela mesmo sendo diferente dos padrões de muitos humanos. Se caso alguém a sujasse ou rasgasse, Guiler se lembrava das profanações de Abigor e acabava por ficar bastante distraído, mas quem quer que tenha feito isso com sua tão estimada relíquia era visto como um inimigo em um ataque de fúria.

=================
HABILIDADES
=================

--------------------------------
.              Armas
--------------------------------

       
.         Guiler tem o treinamento e a destreza elfica acima dos limites, portanto sabe manejar todo tipo de arma branca e a distância (inclusive armas de pólvora que foram trazidas a ele as armas e conhecimento necessário para utilizá-las durante as viagens ao longo dos séculos passados no Plano Humano). Porém mesmo com um arsenal a sua disposição ele nunca trocou o seu arco para ataques a distancia, e suas adagas, ninja-to e sabre para ataques de médio e curto alcance.
       
.         Seu arco era longo e tinha uma magia de resistência capaz de suportar qualquer “bate” com ele e a corda é capaz de resistir a qualquer pressão nela exercida. Guiler tinha treinamento mágico e era capaz de encantar as pontas das flechas por ele feitas com elementos da natureza (Fogo, Gelo, Veneno de alguma planta, Aço, etc), porém para cada ponta necessitava de 1 hora para encanta-las, deixando o encantamento por 48 horas.
       
.         Através dos séculos John e Guiler Spark receberam diversos conhecimentos e itens do Plano Humano graças às aventuras de seus servos. Entre os itens mais estimados estavam duas adagas gêmeas capazes de mandar aqueles reconhecidos por inimigo pelo seu mestre uma onda de fogo e uma onda de ar (semelhante ao Getsuga Tenshou do personagem Ichigo do anime Bleach). Além das 2 adagas mágicas Guiler carregava consigo mais 4 adagas na cintura, 2 ninjas-to abaixo delas, e um sabre em formato horizontal no Cóccix todos feitos de um material desconhecido que tinha um leve brilho avermelhado. Os elfos realizaram testes com as armas e perceberam que conseguiam resistir a praticamente tudo, calor, frio, alta força se tornando praticamente inquebraveis no ponto de vista deles.
--------------------------------
Armadura e/ou Vestimenta
--------------------------------
         
.         Por ser um Spark, Guiler valoriza a furtividade. Por isso usa uma armadura de couro com uma magia permanente que a deixa tão resistente quanto aço e tão leve como se estivesse nu.
         
.         No torso da armadura existe 2 lugares em forma de X para se colocar suas adagas gêmeas, e acima deste “X” o símbolo de seu clã que era um eclipse quase completo deixando a parte sul da lua a mostra.
         
.         Atrás da armadura tem 2 espaços para se colocar suas Ninjas-To, porem ele geralmente as deixa na cintura abaixo das adagas. A armadura é toda detalhada cheia de pequenos bolsos para se colocar algumas pequenas ferramentas ou laminas, dardos, pequenos potes e etc.
         
.         Abaixo da armadura usa um tecido totalmente negro que cobre totalmente seu corpo e parte do seu rosto.
         
.         Na maioria das vezes Guiler sempre está com uma capa que cobre totalmente seu corpo e cabeça com cerca de 50 bolsos internos.
-----------------------------------------------
Aparência, Personalidade e Habilidades
-----------------------------------------------
• .         Guiler tem cabelo negro e curto com os fios bastante detalhados, pele branca e olhos azuis. Aparentemente é bastante frágil, apesar dos músculos definidos não é tão “grande”. Seu ponto forte não está na sua força e sim na sua velocidade que é alta até mesmo para um elfo.
• .         Pesa 62 Kg, com 1.7m de altura sendo um ser bastante esbelto. Guiler valoriza muito sua raça e seu clã, e é bastante vingativo, por esse motivo caça Abigor até os dias atuais.
• .         Guiler é capaz de fazer qualquer coisa por aqueles que julga como seus companheiros, não se importa de ser visto como um verme por todos, desde que nos olhos dos realmente importante ele não seja assim.
• .         Guiler é um elfo da mais alta estirpe e tem todas as habilidades da raça muito melhores que o comum:
.                  o Medita por 4 horas por dia equivalentes às 8 horas de sono humanas e durante o sono e capaz de usar habilidades de transe como:
.                              Envio de Mensagens por sonho
.                              Contatar ancestrais
.                              Extrair conhecimento ancestral
 .                    o Sua audição é extremamente aguçada podendo escutar a maioria dos sons em um raio de 30M. Concentrado sua audição alcança um raio de 60M.
.                   o Sua visão é altamente eficaz enxergando até a 10 KM de distância com luz abundante, 1KM na penumbra e 30M no escuro. Vale ressaltar que a de longa distancia não fica ativada naturalmente, Guiler a ativa e desativa sempre que quiser.
.                    o O humano mais rápido visto por Guiler alcançava cerca de 11 m/s de corrida, mas mesmo um elfo comum podia alcançar até 25 m/s, e Guiler chegava aos imbatíveis 30 m/s, devido ao seu treino que priorizava acima de tudo a velocidade de movimento e ataque.
 .                    o Guiler participou de muitas batalhas e treinou seus movimentos ao ponto de alcançar a velocidade de ataque de 54 m/s.
.                   o A mira de Guiler é praticamente perfeita, digna de um verdadeiro “rei” elfico. Tendo tempo o suficiente para mirar ele raramente erra. E é capaz de soltar tiros acrobáticos de diversas maneiras.
.                   o Guiler como todo elfo que se prece é capaz de comunicar-se com os animais.
.                   o Guiler tem grande apreço pelos animais, plantas e humanos.
.         • Devido a sua longevidade, e ao fato de os elfos ao morrerem transmitirem todo seu conhecimento a próxima geração – criando lideres cada vez melhores – Guiler tem todo o conhecimento sobre o plano terreno e sobre seres místicos.
.         • Guiler é mestre em furtividade, roubo e/ou furto.
.         • Por ter parte da alma de Apocabulo, Guiler consegue adentrar dentro de qualquer sombra e se locomover entre elas com no máximo 30 m/s. Guiler apesar de muito treino e conhecimento adquirido, não entende o motivo de poder usar essa habilidade apenas não sendo avistado.
.         • Por todo conhecimento adquirido e treinamento feito, Guiler domina as mais diferentes artes marcias do Plano Terreno e Místico, bem como estilos de luta com armas brancas e/ou a distancia.
.         • A velocidade de processamento de Guiler juntamente com sua velocidade o permite desviar de balas com projeteis Magnum (velocidade de 762 m/s) a 100 M de distância.
.         • Guiler é ambidestro.
.         • Pela personalidade do Guiler, ele vai sempre tentar evitar um confronto aberto. Tentando persuadir o inimigo dizendo que esta tudo bem e/ou engana-lo para adiar o confronto, e procurará um meio de derrota-lo com a guarda baixa, assim valorizando suas habilidades primárias. Porém caso alguém rasgue ou suje sua tão preciosa lembrança (armadura de batalha) ele se lembra da profanação de Abigor a seu lar e a todos de sua raça, e se perde em um ataque de fúria, reconhecendo automaticamente a pessoa como um inimigo e perdendo toda sua capacidade furtiva ate se acalmar, sendo que isso só acontecerá ao ouvir as desculpas necessárias pelo insulto. Após se acalmar procurará um meio de reparar sua armadura e não descansará enquanto isso, não podendo se focar em nada alem dessa “missão”. Caso não seja um insulto físico (sujeira ou marcas na armadura), e sim verbal, Guiler não atacará de imediato, mas se não ouvir as desculpas necessárias partirá pra cima do inimigo até forçá-lo a falar as tão necessárias desculpas.
.         • Guiler é bastante comunicativo e curioso

--------------------------------
.       EQUIPAMENTOS
--------------------------------

.         • Além dos mencionados acima Guiler carrega consigo:
.                   o 6 pequenas laminas escondidas na armadura
.                   o Uma aljava capaz de comportar até 50 flechas
.                   o Um conjunto de 20 dardos banhados em uma substancia capaz de adormecer um humano comum em 5 segundos.


avatar
Guilerspark

Mensagens : 510
Data de inscrição : 30/12/2014
Idade : 25
Localização : Teófilo Otoni

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Char [Guiler Spark]

Mensagem por Guilerspark em Dom Ago 23, 2015 7:35 pm

Mudança autorizada pelo Mestre:

Visão humana tem um limite de 5KM, portanto a do elfo seria de 50KM de distancia e 5KM na penumbra, entretanto a visão no escuro continua sendo de 30M
avatar
Guilerspark

Mensagens : 510
Data de inscrição : 30/12/2014
Idade : 25
Localização : Teófilo Otoni

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Char [Guiler Spark]

Mensagem por Guilerspark em Qua Fev 10, 2016 12:09 am

Nota:

Habilitar de contatar os ancestrais fica determinado pela seguinte formula aproximada para baixo:

5,95x - y ~= -54

Onde X e Y estão em segundos, e X representa tempo de concentração e Y tempo de permanência com os ancestrais..sendo assim se Guiler quiser contatar os ancestrais por 10 min, ou seja, 600 segundos ele deverá se concentrar por


5,95x - 600 ~= -54
5,95x ~= 546
x ~= 91 segundos
avatar
Guilerspark

Mensagens : 510
Data de inscrição : 30/12/2014
Idade : 25
Localização : Teófilo Otoni

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Char [Guiler Spark]

Mensagem por Guilerspark em Qua Fev 10, 2016 12:18 am

Nota: 

Habilidade de enxergar o passado (Extrair conhecimento ancestral) definida em 60s para cada 2 horas de volta.
avatar
Guilerspark

Mensagens : 510
Data de inscrição : 30/12/2014
Idade : 25
Localização : Teófilo Otoni

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Char [Guiler Spark]

Mensagem por Guilerspark em Qua Jan 25, 2017 11:26 pm

HABILIDADES PóS TIME SKIP

* Maior força física

* Capacidade de criar um "canal telepático"

* Sangue Spark - Guiler usa uma habilidade secreta dos Sparks que permite com que ele faça a luz atravessar seu corpo com uma taxa de 50%, deixando-o semi-invisível, porém, diminuindo sua própria visão pela metade.

* Força animal- Guiler consegue dar um comando Simples a animais de porte pequeno à grande ( se o animal for "inteligente" ou tiver a mente mais complexa o poder não surtirá efeito ) - é preciso que Guiler e o animal se olhem nos olhos -

* Impulso sonico - Caso seja a primeira ação do elfo no turno - isso inclui ações psicológicas, por mais curtas que sejam- ele consegue lançar duas flechas em alvos próximos - ou no mesmo- no tempo que levaria para lançar uma, fazendo com que as flechas saiam quase ao mesmo tempo ( a velocidade vem de um impulso do elfo devido ao seu treinamento milenar com arco e flecha, que acaba por repetir o ataque automaticamente quando ele se entrega ao impulso )


avatar
Guilerspark

Mensagens : 510
Data de inscrição : 30/12/2014
Idade : 25
Localização : Teófilo Otoni

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Char [Guiler Spark]

Mensagem por Guilerspark em Qui Nov 30, 2017 1:07 am

Nota:


"Getsuga" das adagas definido o tamanho dependendo da parabola que o braço faz para o ataque.
avatar
Guilerspark

Mensagens : 510
Data de inscrição : 30/12/2014
Idade : 25
Localização : Teófilo Otoni

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Char [Guiler Spark]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum