[Personagem] Chris

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Personagem] Chris

Mensagem por VladTepesIII em Qui Nov 14, 2013 5:58 pm

Nome: Christopher Berthwulf Berthold / Eric Larze
Idade: 23 anos
Altura: 1,96
Peso: 88kg

[História]
-Então a criança estava à beira da morte, com seu corpo inteiro destruído, costelas quebradas, fraturas expostas, sangramentos... Estava realmente no fim da linha. Entretanto, ele parecia já estar podre e seus ferimentos já estavam cheios de vermes e infecções irreversíveis. O garoto estava exposto aquelas condições à cerca de uma semana. Foi um milagre ser encontrado justo por uma pessoa como Yasmin, que olhou aquela cena dantesca e recolheu o resto do garoto colocando-o em sua carruagem.
Yasmin levou-o então para sua sala de alquimia, no porão da biblioteca na qual ela trabalhava e vivia. Na biblioteca Yasmin também ensinava o básico para as poucas pessoas que se interessavam em buscar conhecimento. A sala ficava acima da sala de livros, e abaixo funcionava seu porão de alquimia.
Yasmin então analisou a situação do garoto e achou muito peculiar ele conseguir resistir aquelas condições de decadência e ainda permanecer vivo, e a mesma percebeu que ele não era normal, não como os outros. Seus tecidos pareciam permanecer vivos, mesmo após eles estarem praticamente mortos... “Ele terá uma vida dolorosa, assim como está agora”. Ela também percebeu que isso seria muito mais doloroso para ele do que benéfico. Um tratamento convencional não surtiria efeito no garoto, então a mesma foi obrigada a usar a capacidade do garoto para curá-lo. Yasmin criou um antibiótico que matou todas as verminoses e bactérias que estavam parasitando o garoto, em seguida ela esterilizou-o e colocou em uma espécie de cilindro preenchido de um líquido amarelo estranho e deixou-o lá durante 12h. Esse líquido tinha a função de alimentar o garoto por osmose e fazer com que o mesmo consiga os nutrientes necessários para continuar com o tratamento. Nesse momento, o garoto começou a esboçar algumas reações. Por fim, Yasmin reuniu os elementos necessários para criar carne, ossos e nervos e transmutou as “partes restantes” no garoto. Em seguida colocou-o em uma cama e foi o alimentando até o mesmo despertar do estado de coma.
Finalmente o garoto despertou. O garoto parece não ter uma origem específica, não se sabe de onde ele veio ou porquê ele estava naquelas condições. Até então, no seu “nascimento” ele não tinha um nome, um rumo ou qualquer outra coisa. Ele parecia não saber falar nem entender o que os outros falavam, parecia ter uma língua própria. Tudo que saía de sua boca eram grunhidos aleatórios, o que era demasiadamente estranho, visto que ele aparentava ter cerca de 8 anos de idade.” Talvez tenha danificado algum tecido cerebral afetando a parte da memória” – Pensou ela, mas nada que sustentasse essa tese.
Apesar de tudo, o garoto era demasiadamente dócil e parecia com um animal doméstico. Entretanto, começaram a se espalhar boatos pela cidadela de que Yasmin estaria domesticando uma criança humana. Todos sabiam que ela era uma Alquimista, inclusive ajudava muito com suas técnicas as próprias pessoas da cidade, mas o ser humano sempre gosta de condenar, apontar, julgar o próximo pela mínima brecha que seja. Mas Yasmin não se abalou e continuou a cuidar do garoto.
Yasmin na verdade sempre quis ter um filho, mas infelizmente nasceu estéril... O pobre garoto era mais como um filho pra ela, o filho que ela nunca teve. Mas a mesma não sabia que nome dar a ele, então decidiu dar a ele o nome de seu falecido amigo, Christopher, a quem carinhosamente chamava de “Chris”. “Christopher Berthwulf” – Pensou ela. “O lobo da luz. Eu sei que algum dia você será um dos principais alicerces que conseguirá erradicar a escuridão do mundo.”
E assim nasce “Chris”, e aos poucos Yasmin foi ensinando-lhe a falar, ler e escrever.  Até que decidiu também leva-lo a assistir suas aulas. Era o primeiro contato de Chris com outras crianças. Entretanto, Chris tinha um temperamento meio estapafúrdio. Era muito calado e tímido, não falava com ninguém a não ser a Professora. Yasmin também pensou que fosse a hora de deixar Chris socializar um pouco, mas, foi só Chris sair um pouco que já voltou todo ferido pra biblioteca. Um olho roxo e vários hematomas pelo corpo. Havia arrumado uma briga com 6 arruaceiros. Chris contou a Yasmin que os garotos estavam chamando-o de “Rato da Livraria”, “Cachorro da Yasmin”, “Cão-Humano” e o mesmo não poderia ficar parado. Chris ao menos nocauteou dois dos arruaceiros antes de cair. À partir daí Chris começou a entender como funcionava o mundo, aos poucos.
Chris passava a maior parte do seu dia lendo os livros da biblioteca, era de fato um “rato de livraria”, e nessa livraria havia livros de todos os tipos: Literatura, Filosofia, Antropologia, Anatomia, Livros Técnicos, Didáticos, Livros de Sociologia e todas as ciências e artes. Entretanto, Chris lia muito sobre algo chamado “felicidade”. Ele nunca entendeu o que de fato é isso, mas ele acreditava que ao lado de Yasmin ele era feliz. Entretanto, ele via que em todo o mundo, seja na sala de aula, seja nas ruas, seja o agressor ou o agredido, as pessoas não são “felizes” e ele gostaria de lutar por isso. Mas, havia uma única anomalia. Todo ser humano, sem exceção busca a felicidade, mas há um tipo de ser humano que tem prazer em destruir isso, e o mesmo não possui consciência própria, como um verdadeiro Monstro. Esse é o Psicopata. Psicopata esse como aqueles que agridem uma criatura indefesa por puro prazer, seres que agem apenas para satisfazerem os desejos da carne. Chris também lia bastante Freud, Schopenhauer, Josef Menguele e estuava muito psicanálise, o que lhe concedeu o poder de analisar as pessoas e julgá-las de pessoas normais ou deturpadas e até mesmo identificar um psicopata.
Apesar de seu desenvolvimento intelectual ter sido bastante atenuado, Chris não tinha nenhuma afinidade social, o que às vezes o deprimia muito.
Entretanto, um dia Yasmin morreu por uma morte “inexplicável”, o que deixou Chris demasiadamente abalado, na época com 13 anos. Yasmin era a única pessoa que Chris tinha, o significado pelo qual ele atribuía a felicidade. Chris se isolou e ficou em depressão profunda por uma semana, até que ele decidiu então buscar a felicidade novamente. Pelo que ele havia lido nos livros, o ideal de felicidade é algo chamado “família”, e então Chris também começou a questionar suas origens, quem são seus pais, de onde ele veio...  Sua razão de existência... Se ele existe, é porque alguém algum dia o desejou. E o mesmo então decidiu procura-los! Então Chris partiu em sua jornada, mas nada encontrou além de mais e mais perguntas que apenas o afundavam em um abismo sem fim. Apesar de ter bastante conhecimento, Chris ainda era ingênuo e não conhecia muito o mundo, o que o fez penetrar na “escuridão” do mundo. Apesar de tudo, em meio as monstruosidades, Chris também havia feito amigos, havia aprendido sobre magia, havia enfrentado alguns monstros ao lado de seus companheiros e viu que ainda restava um pequeno traço de esperança que algum dia, tanto ele poderia ser inteiramente feliz, quanto queria salvar e criar uma terra apenas com as pessoas boas do mundo. Ele queria mudar a realidade e criar condições favoráveis para os últimos benévolos. Entretanto, sempre que ele conhecia alguém assim, essa pessoa estava rodeada de algo que Chris chamava de “Escuridão”. Sempre, pessoas boas estiveram destinadas à sofrer, independente da ocasião. E parte da culpa também era das circunstâncias em que o mundo se encontrava... Toda aquela podridão, monstros aproveitadores, demônios mentirosos, criaturas antropófagas, criaturas malignas que sentiam prazer em rasgar carne inocente por pura diversão e coisas do gênero. Chris também percebeu que toda pessoa continha escuridão dentro de sí, então ele também treinou sua psicologia para purificar essas pessoas e dar-lhe o conforto moral que eles precisavam... Seu plano estava perfeito, agora só faltava guerreiros para lutar ao lado dele.
Chris e seus amigos eivados então se armaram, treinaram muito e partiram em sua jornada para mudar as circunstâncias do mundo... Seu exército começou com 5 pessoas, Abell, Garth, Raven e Trevor. Todos inexperientes, porém Chris com seu alto conhecimento tático que havia adquirido nos livros, os instruiu e treinou-os. De fato Chris não era nenhum mestre, mas ele treinava todos os dias, sem exceção a sua técnica para sempre ser o melhor do grupo e servir como o alicerce que os sustentavam, aquele à quem se inspirar e recorrer, aquele que protege e resguarda. Por esse motivo às vezes passava pouco tempo com os mesmos, sempre lendo, treinando, evoluindo... Ele treinava diariamente com Raven, com quem tinha mais afinidade no grupo... Algo que ultrapassava os parâmetros de amigo ou irmão, era algo imensamente mais profundo. Raven foi o único que conseguiu derrotar Chris, mas os mesmos tinham resultados sempre equilibrados entre os dois.
Após finalmente instaurarem sua ordem, Chris precisava dar um nome à ela...  Poderia parecer egoísmo, mas Chris nomeou-os de “Berthold”, a luz que erradicaria as trevas do mundo.
Cada herói que andava com Chris tinha seu próprio estilo de luta, personalizado um por cada... Entretanto, Chris era mesmo o único “tático” do grupo que usava apenas suas armas ao seu favor. Não demorou muito para Chris ser superado por todos os seus generais, mas ainda assim, Chris mesmo sem nenhum poder ofensivo, sempre dava suporte e ajudava nas lutas de maneira mais ativa do que qualquer outro.
Nessa jornada, Chris conheceu ainda mais e mais trevas, e em certo momento devido a um certo fato, ele descobriu sua própria escuridão... Seu nome era “Eric”. Chris sofria de Dupla Personalidade. Como se sua alma fosse divida em duas. Eric sempre existiu dentro de Chris, mas nunca se manifestou, assim como o mesmo, Eric acompanhou todas as lutas de Chris, viu cada momento lá dentro, em meio as sombras. Chris representava a maior parte da bondade de sí, e Eric, a maior parte da escuridão. Por esse motivo Chris era uma pessoa tão benévola, pois suas trevas estavam intrínsecas dentro dele. Ao contrário de qualquer pessoa, o ódio, a raiva, a angústia não ia diretamente para Chris, apenas alimentava Eric. Eric era o formato da pura maldade dentro de Chris e o mesmo sempre procurava um ensejo para possuí-lo e também alcançar sua meta. Eric tinha acesso às memórias de Chris, visto que ele é o primogênito, entretanto, Chris não podia entender Eric. Então, ao descobrir suas trevas, Chris entrou em coma durante semanas em uma batalha contra si mesmo, até conseguir vencer Eric e novamente tomar controle do seu corpo. Entretanto, Chris não conseguiu suprimir Eric por completo, que agora eivou Chris com um pouco de sua escuridão, fazendo com que o mesmo provasse um pouco dos sentimentos obscuros. Entretanto, Chris relutava o máximo possível... Após despertar do coma, Chris não parecia o mesmo, aquele fato que fez com que ele encontrasse Eric, aquela carta o abalou muito...
Enfim, o exército da Berthold chegou a ultrapassar as centenas. Era um pequeno grupo, mas era um grupo extremamente habilidoso e astuto. Por fim, Chris havia se aproximado muito do que almejava, faltava derrotar apenas um oponente... Ele não tinha um nome em específico, mas ele era a origem de todo o mal. Sua legião ultrapassava os milhares, e eram todos monstros grotescos e bizarros... Chris finalmente havia encontrado o ponto mais forte da escuridão, o ponto mais profundo, entretanto, o mesmo pela primeira vez começou a sentir medo... Não por sí, mas por seus soldados e pelo extermínio da Berthold, que agora realmente parecia ser muito real. “O que seria do mundo sem alguém que ainda acredita que é possível enfrentar a escuridão?”, então o mesmo entrou em desespero... Desabou. Entretanto, ele voltou a acreditar em si mesmo e convocou uma reunião com todos os presentes, para ver se eles aceitariam embarcar nessa “loucura”. Por incrível que pareça, todos aceitaram. Eles tinham uma fé cega em Chris, que também passava confiança, o que fez o mesmo também acreditar em sí mesmo, que era capaz.
Então, todos foram até o domínio da Criatura... Entretanto, o poderio militar deles era abissalmente maior do que a da Berthold, e os mesmos conseguiram derrotar apenas 873 legiões da Criatura. Entretanto, Sobraram apenas 20 guerreiros, os mais habilidosos, porém todos já estavam cansados e gravemente feridos, mas ainda assim, conseguiram exterminar mais 67 demônios... Apenas Chris estava vivo, e o mesmo entrou em total desespero.
Parecia um caminho impossível, passar por tantos demônios assim, ainda mais que Chris estava todo ferido, tornava tudo mais difícil. “Esse é o limite humano?”, pensou ele hesitando... Entretanto, não havia mais nada que fazia sentido. Então Chris apenas empunhou sua espada prateada e foi em direção à Criatura. Chris lutou bravamente contra os demônios e conseguiu matar metade deles, entretanto, o mesmo começou a sentir a fadiga... Chris já não consegue esconder a expressão de dor. Então Chris apoiou-se em sua espada e pensou:
-Você não chegou até aqui pra morrer agora. Pense em todo o sangue que foi derramado, pense em todas as pessoas que morreram, em toda a esperança depositada em mim. Eu sei que as minhas chances são tão pequenas que até chegam a ficar fora de cogitação, mas isso não importa. Eu quero me vingar, eu quero fazer justiça, eu quero lutar, eu quero viver para exterminar esse último Caos. Foi pra isso que eu vivi até agora, foi pra essa luta, por essa última luta!
Chris então lançou um berro surdo, o metal da sua armadura preencheu seus ferimentos, ele forjou uma armadura que envolveu todo o seu corpo e quebrou o último limite do corpo humano. Seu coração começou a acelerar seus batimentos cardíacos, suas percepções se tornaram mais aguçadas, seus músculos pareciam ser capazes de fazer qualquer coisa, seus músculos pareciam não ter mais limites... E ele esqueceu-se completamente da dor e focou apenas no inimigo. Agora ele já não era mais um “humano” propriamente dito. Ele havia se tornado em um Lobo da destruição perspicaz e sagaz, que dilacerava tudo à sua frente, correndo com hostilidade, destruindo demônio por demônio, um a um iam caindo diante de Chris, que matou todos eles até alcançar O Mal... Chris foi correndo em direção a ele em uma velocidade absurda, e em seguida pulou para estocá-lo em sua garganta. Entretanto, O Mal apenas se teleportou para trás de Chris e lançou uma leve risada. A luta foi demasiadamente longa e intensa e Chris foi covardemente destruído. Chris já estava sem um braço, com metade do outro e estava apenas com uma perna inteira. Seu corpo continha buracos enormes em todos os cantos, mas ainda lhe restava um pouco de consciência. Coberto de sangue, Chris já não tinha mais condições de lutar... Era o que a Criatura pensava.
Então do corpo de Chris, sai um grande tentáculo afiado e fino de sangue que emerge a uma velocidade abissal de seu corpo com a intenção de perfurar o mal, entretanto, nesse movimento o mesmo perdeu uma quantia de 15% do seu sangue restante, e começou a enxergar turvo. O golpe acertou, mas não parece ter surtido um efeito significativo.
Nesse momento, Chris começa a sucumbir... E novamente, Chris/Eric encontram o inferno.
Do mesmo jeito que nasceu, na mesma condição deplorável... Porém, quem provara a escuridão agora era Chris!
Eric Preferiu a vingança... Porém, Chris já não tinha fé em mais nada, a escuridão fez com que ele simplesmente perdesse a vontade de viver. Então, o mesmo ficou naquelas condições novamente por semanas, refletindo sobre tudo que aconteceu em sua vida... Ele pensou nesse momento que a felicidade não existe... Não para alguém como ele. Sua família não existe, seus amigos não existem, ele não pode mais se mover, não pode mais morrer e não existiria alguém como a Yasmin para salvá-lo novamente, aquilo foi um golpe de sorte... Mas pode interromper sua atividade cerebral para sempre.  Então ele com seus restos mortais criou um tentáculo orgânico que entrou pelos seus olhos e penetrou seu cérebro, fazendo com que o mesmo permanecesse morto para sempre.

[Personalidade]
-Chris outrora já foi gracioso e brincalhão, entretanto, após o último com Eric, o mesmo se tornou apático devido à fusão das personalidades. Às vezes sua graça volta à tona, entretanto, o mesmo não tem mais motivos para continuar mantendo seu sorriso de antigamente. O que o faz ter uma personalidade instável e imprevisível.
[Características]
-Chris/Eric é na verdade uma raça mestiça, que possui sangue de diversas outras raças, entretanto que foi diluída COMPLETAMENTE na raça humana, deixando de herança para os “Larze” apenas a imortalidade. A sua imortalidade se baseia apenas no que sua alma jamais deixaria a terra, mas ele tem todas as limitações que um humano possui. Entretanto, se você decepá-lo ele praticamente morre, pois suas atividades cerebrais serão CESSADAS, assim como ele também sente dor, não tem qualquer outro tipo de atributo sob-humano.
(Ele é um imortal tipo o Sieghart uaheuaheuaheuhaueh)
-Chris treinou durante séculos na dimensão de Desmond, aprimorando ao máximo suas habilidades como ser-humano e se tornando o melhor da espécie.
-Chris também conhece todo tipo de ciência, fazendo com que ele saiba de praticamente quase tudo que envolva qualquer ciência, desde humanas, exatas quanto biológicas, devido ao tempo que ele também passou na dimensão de Desmond se aprimorando como humano.
-Nos séculos de treinamento na Dimensão de Desmond, Chris também criou uma musculatura perfeita. Seus músculos não eram muito grandes, mas eram demasiadamente densos como rochas e que tinham um acúmulo de ATP absurdo. Com tal musculatura perfeita e densa, isso dava-lhe liberdade para realizar qualquer tipo de movimento. Seus músculos eram tão densos que suportavam até espadadas sem rompê-los completamente, assim como aguentava qualquer tipo de golpe corporal.
-Chris também sabe tocar qualquer instrumento musical de corda não-eletrônico com maestria perfeita. Seus preferidos são Piano, Cello, violino e harpa. Nas horas vagas, ele ama reproduzir Chopin, Amadeus e Ludwig Van.
-Chris tem perícia com todo tipo de arma branca e pode lutar com destreza com QUALQUER tipo de arma branca e conhece todo tipo de estilo de luta usando essas armas. (Kendo, Esgrima, Kenjutsu, Kan, Longsword alemã, Rapieira, etc...)
-Chris também é ambidestro e consegue usar suas armas com destreza com suas duas mãos.
-Chris tem capacidade de sair de armadilhas, correntes, trancas, rastejar por espaços apertados, etc.
-Chris sabe lutar todo tipo de arte marcial. (Jiu-Jitsu, Muai Thai, Judô, Krav Maga, etc)
-Chris tem uma pontaria beirando à perfeição, podendo determinar alvos específicos mesmo à distância(como acertar uma faca no olho do oponente), assim como tem uma força extremamente alta capaz de lançar objetos a uma velocidade que talvez um humano comum não perceba. (como os dardos ninjas, que eram quase imperceptíveis)
-Chris também é perito em furto.
-Chris também consegue domar todo tipo de animal.
-Chris também tem total controle sobre a sua respiração, podendo ficar sem respirar até 10min.
-Equilíbrio super-aguçado, o que lhe permite lutar em locais críticos com tamanha destreza e precisão.
-Chris também passou por treinamentos em que ele poderia usar apenas certos sentidos, dando-lhe uma audição super-aguçada, assim como um olfato mais aguçado. Chris também pode lutar de olhos vendados apenas usando sua audição de maneira equal à com todos os sentidos.
-Chris consegue erguer até 2x o peso de seu corpo.
-Chris também possui uma audição super-aguçada, fruto dos seus treinamentos.
-Chris é capaz de desenhar qualquer coisa que ele vê. Dependendo das dimensões do objeto. Se for um objeto pequeno, ele consegue memorizar com facilidade, mas se for para desenhar uma paisagem, por exemplo, ele demora cerca de 20min para memorizar todos os aspectos da mesma. Baseado na técnica que Da Vinci utilizava para memorização.
-Pular até 2m e escalar superfícies íngremes, fazendo com que ele consiga passar por qualquer tipo de obstáculo.
-Chris também consegue controlar seu corpo e seus movimentos com COMPLETA maestria e precisão, podendo realizar qualquer tipo de movimento e/ou acrobacia.
-Chris também sabe nadar com tamanha destreza e também é capaz de lutar na água.
-Chris também consegue controlar suas necessidades fisiológicas, como dor, fome, sede ao ponto de extremo.
-Chris também possui certa resistência à bactérias, venenos e vírus, devido à testes que ele foi submetido.
-O limite da velocidade de corrida de um ser-humano é de 64km/h, Chris consegue atingir 76 km/h sem qualquer equipamento. Com suas armaduras, ele atinge até 60km/h.
-Chris tem um super-processamento de informações que lhe permite até mesmo perceber projéteis de armas de fogo.
-Chris consegue realizar ataques de até 35m/s manipulando espadas, com as mãos limpas essa velocidade pode chegar até 39 m/s. O limite humano é de até 23m/s.
-Chris também conhece de cabo à rabo a Alquimia e Magia.
-Chris também conhece o Rituale Romanum que é capaz de exterminar qualquer tipo de entidade paranormal de origem demoníaca. Entretanto, o Ritual é demasiadamente longo e Chris precisa recitá-lo. Segue o ritual:

“Regna terrae, cantate deo, psallite dominio...
Tribuite virtutem deo.Exorcizamus te, omnis immundus spiritus, omnis satanica potestas, omnis incuriso infernalis adversarii, omnis legio, omnis congredatio et secta diabolica...
Ergo...Perditionis venenum propinare.
Vade, satana, inventor et magister omnis fallaciae. Hostis humanae salutis. Humiliare sub potenti manu dei.
Contremisce et effuge. Invocato a nobis sancto et terribile nomine. Quem inferi tremunt...Ab insidis diaboli, libera nos, domine.
Ut ecclesiam tuam secura tibi facias, libertate servire, te rogamus, audi nos.
Ut inimicos sanctae ecclesiae humiliare digneris, to rogamus audi...
Dominicos sanctae ecclesiae, terogamus audi nos, terribilis deus do sanctuario suo deus israhel. Lpse tribuite virtutem et fortitudinem plebi suae, benedictus deus, gloria patri...”

Obs.: Em todos os campos em que se refere à Chris, também refere-se a Eric.
[Habilidades]
-A principal habilidade de Chris é invocar armas brancas e manipulação do prata, no geral. O mesmo pode invocar qualquer tipo de coisa feita de metal, seja uma espada, uma faca, um escudo, uma armadura, um elmo, uma manopla, etc...
-Berserk Type 1, “FOCO”(ação ativa): Os batimentos cardíacos de Chris aumentam, fazendo com que leve mais sangue ao cérebro e também produz bastante adrenalina fazendo com que suas percepções aumentem 5x. Não possui um efeito colateral imediato aparente.
-Berserk Type 2, “Aprimoração”(ação ativa): O cérebro de Chris quebra as limitações dos seus músculos fazendo com que o mesmo realize ações que antes seus músculos não eram capazes ou que seus músculos não desempenhavam com tamanha destreza. Chris pode ativar essa habilidade permanentemente, entretanto, seus músculos atrofiam após 30min de uso. Caso ele pare de usar a habilidade, ele sentirá uma fadiga extrema. Sua força aumenta 5x
-Berserk Type 3, “Réquiem”(ação ativa): O cérebro de Chris quebra suas limitações dos seus músculos e também acelera seus batimentos cardíacos levando sangue para todas as partes do corpo mais rapidamente e também produz uma enorme quantidade de adrenalina e glicose fazendo com que suas percepções aumentem abissalmente e que seu corpo faça feitos épicos antes impossíveis para um ser-humano comum, tal como, suas habilidades aumentam mais 5x. Entretanto, após 15min, seu corpo fica em estilhaços e ele perde a consciência.

-Berserk Type 4, “Balance”(ação ativa): Chris pode amenizar os efeitos dos tipos de Berserk, fazendo com que o mesmo se “estabilize” durante a luta impedindo a fadiga. Entretantanto, dependendo da gravidade Berserk, o Balance dura menos. Ao final do que o corpo pode balancear, Chris perde a consciência e desmaia.
*Para o Berserk Type 2, o Balance dura 3h.
*Para o Berserk Type 3, o Balance dura 1h.

-Completo controle sanguíneo e corporal e poder sobre os mesmos

Obs.: “Ação ativa” quer dizer que Chris pode controlar quando ele quer usar essas habilidades.
Em todos os campos em que se refere à Chris, também se refere a Eric.
[Equipamentos]
Chris carrega consigo uma armadura regular, que fica à critério do mestre. O resto ele invoca de sua outra dimensão, assim como ele pode fazer um “send back”
Equipamentos invocados:
-Heaven: Uma espada peculiar em relação às outras. Ela tem 1,40 de comprimento e sua largura é de 6cm e é feito de carboneto de tungstênio, de uma solução isolada e pura. Seu peso é de 2kg.

-Aegis: Um escudo peculiar. Ele tem 1,50 de cumprimento e 70 cm de largura máxima. 40 cm abaixo da extremidade do cumprimento fica a largura máxima. Acima disso, a largura vai se afinando às extremidades no sentido tangente à mesma na extremidade acima. Abaixo, o mesmo vai se afunilando aos poucos até chegar a extremidade de baixo, não em um sentido tangente constante e “linear”, porém, suave. No escudo, está cravada uma cruz.
-Makibishis, 30x
-Kunais, 20x
-Bomba de fumaça 5x
-Bomba 3x

Fora isso, pense na Armadura do Chris como a desse carinha aí. Exatamente.


Chris entretanto não usa sua armadura sempre, ele a invoca quando ele precisa ou quando ele vai peregrinar sem conhecer uma área ou quando a mesma é perigosa.

Aparência:
Imagina esse carinha aí, só que ele só anda com o capuz cobrindo o rosto, a maior parte do tempo.
avatar
VladTepesIII

Mensagens : 789
Data de inscrição : 28/10/2012
Idade : 22
Localização : RoadHouse

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum